terça-feira, 20 de agosto de 2019

Dependentes da presença de Deus

             

  
"Mas os que esperam no Senhor... caminham e não se fatigam.” (Isaias 40.31)


Não sentimos nenhuma emoção quando andamos; andar é um teste para os atributos da estabilidade e equilíbrio físico apenas. Mas, "Caminhar e não se fatigar" será sempre o limite máximo da força física. A palavra "andar" é usada na Bíblia como forma de expressão natural dum caráter. “E no dia seguinte, João (…) viu Jesus que passava (andava)”, João 1.35,36. Não há nada de abstrato na Bíblia, ela é sempre viva e real. Deus não diz: "Sê espiritual", mas antes, "Anda na minha presença", Gênesis 17.1.

Sempre que nos achamos em más condições físicas ou emocionais, buscamos certas experiências que emocionam, como incentivo. No plano físico, isso leva a manifestações que se dizem do Espírito Santo, só que falsas; na vida emocional leva à destruição da moralidade e a afetos desordenados; e no plano espiritual, se insistirmos em ter sensações, em "subir com asas", Isaias 40.31, acabaremos caindo e destruindo a espiritualidade. 

A realidade da presença de Deus não depende do lugar onde estamos, mas apenas da determinação de colocarmos sempre o Senhor diante de nós. O problema começa quando nos recusamos a contar com a realidade da sua presença. Poderemos conhecer a experiência de que fala o salmista: "Portanto, não temeremos, ainda que...", Salmo 46.2, quando nos baseamos em fatos reais e ocorrentes; não na consciência da presença de Deus, mas na realidade dela: "Ora, ele esteve aqui o tempo todo!" 

Em momentos críticos de nossa existência, é necessário pedir orientação a Deus, mas não deveria ser necessário estar sempre dizendo: "Oh, Senhor, dirige-me nisso e naquilo". É claro que ele o fará! Se as nossas decisões, tomadas com sensatez, não estiverem de acordo com a vontade de Deus, ele fará o que for preciso para nos revelar isso; aí o que temos a fazer é permanecer quietos e esperar pela orientação que nos advém da sua presença.

Extraído da obra: “Tudo para Ele” de Oswald Chambers

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Os maiores evangelizadores chamam-se: Pai e Mãe!



Ah! Quanta verdade! O exemplo arrasta mesmo e como pais precisamos entender que o nosso lar é um campo missionário onde o testemunho fala muito mais alto que qualquer sermão. .


Ei?! Pais, o coração do seu filho é uma “terra fértil e limpa”, onde se semearmos com sabedoria, darão frutos maravilhosos.
.
Em um mundo onde o evangelho tem sido cada vez mais banalizado, não abra mão de ser a maior influência que seu filho/filha pode ter. Mostrem a eles como é viver a verdade que vocês tem ensinando e expliquem suas escolhas ao permitir que a Palavra de Deus os guiem. 

Compartilhem os resultados de uma vida de obediência para que eles possam testemunhar a fidelidade de Deus para com sua família e assim se tornem ousados em sua própria fé. Quando vocês errarem, mostrem a eles o que significa arrepender-se ou afastar-se do pecado. Mostrem a eles como confessar o pecado a Deus e aceitar o Seu perdão. 

Também quando errarem, peçam perdão! Não há pai/mãe perfeitos e eles entenderão que somos limitados mas que os amamos e os respeitamos.
.
Pais, não percam a oportunidade de serem instrumentos de Deus na vida dos seus filhos. Minha oração é que possamos criar filhos para o céu e que estes sejam sinalizadores do Reino de Deus aqui na terra. 🙌🏻

Fácil? Não! Mas não é impossível! (Lucas 1:37) .
.


📸 @missionariakarinadias

“...Eu e minha casa serviremos ao Senhor.” (Josué 24:15c)

Depois de toda a caminhada do povo de Israel pelo deserto, Deus levanta a Josué para levar os israelitas a terra prometida e assim ele o faz e toma para Israel a terra de Canaã. Porém, no fim de sua vida, Josué vê o povo errando novamente assim como o fez no deserto, adorando a criações, a esculturas, a outros deuses e não a Criador do universo.

Diante de todo o erro de Israel e sua idolatria, Josué toma uma posição, dele e sua família servirem ao Senhor, independente da escolha do povo, ele decide honrar ao Senhor até o fim da sua vida.

A decisão de Josué é servir ao Senhor em qualquer situação ou circunstância. Você já tomou esta posição? Ou qualquer tempestade ou vento derrubam a sua fé?

Este vídeo é um trecho de uma pregação que fiz a alguns meses em um congresso de familia, meu desejo é que Deus possa usar este vídeo e esta curta reflexão para abençoar sua vida.